domingo, 19 de maio de 2013

Quando penso...


E às vezes, Eva, dou por mim a pensar no teu futuro... E sorrio. 

Sorrio muito, filha! Tenho desejos e planos que se formam na minha mente mas acho que tudo depende de ti, das tuas escolhas e não te quero cortar asas. 

Vivi, alíás vivemos, eu e o teu pai, o suficiente para estarmos bem resolvidos e não querermos que vivas por nós o que não vivemos pois se não o fizemos foi porque não quisemos. Queremos sim guiar-te para saberes que caminho tomar mediante o que sabemos que te pode esperar...

Mas penso... E sorrio.


A primeira vez que fores para a escola. De mochila, peito feito, com um misto de emoções por tudo ser novo. Por te sentires grande! Talvez olhes para trás para teres a certeza que ali estamos a dar-te força nesse passo importante. E podes crer que estaremos...

A primeira vez que te tornes uma senhorita, o que te poderá assustar de inicio mas depois fará parte de ti todos os meses da tua vida. Explicar-te como o teu corpo está a mudar de forma saudável e que não te traga medos.

A tua primeira saída com um rapaz* que te fará sentir as mãos suadas. O regresso a casa com o maior sorriso do mundo por sentires que é tão bom amar!

O teu primeiro beijo e as borboletas na barriga. Poderás querer contar ou guardar para ti essa experiência.

O teu primeiro desgosto de amor que te fará procurar o nosso colo ou o teu canto para chorares e pensares que nunca mais vais amar ninguém assim apesar de isso não ser verdade. Garanto-te, filha! Passará!

A primeira vez que uses saltos para saires com as amigas que te irão fazer sentir a mulher mais linda do mundo. Ou batom para deixares a tua marca... 

A primeira vez que experimentares coisas porque mais cedo ou mais tarde o irás fazer, por mais que nós não queiramos, e tentarás descortinar se as queres na tua vida ou não. 

O teu primeiro amor de verdade a quem te entregarás profundamente e que, ao contrário do que os antigos dizem, não te tirará o brilho dos olhos, bem pelo contrário. E espero do fundo do coração que seja não perfeito mas sim especial!

A tua ida para a faculdade (se assim o quiseres) para longe de nós e teres de viver por tua conta e risco com colegas. No fundo um curso de preparação para um dia teres a tua casa e saberes administrá-la. 

A primeira vez que te lances ao mundo de sorriso na cara sem medo de falhar porque faz parte e ajuda a melhorar, sabendo que cá estaremos para te confortar. 

E todo um conjunto de primeiras vezes que te farão rir ou chorar, filha. Que te trarão o sabor da vida à tua pessoa e te farão crescer. Na certeza porém que estaremos sempre aqui, se tal nos for proporcionado, para te receber no nosso colo!


Penso no teu futuro, como qualquer pai, em momentos de silêncio. Penso sim mas até lá posso pegar-te ao colo, abraçar-te e desejar não fechar os olhos. 

Porque quando os abrir estarás uma mulher...





Simon Webbe - No Worries




Edit: Tive de o fazer... Nem a consciência permitiria que ficasse por escrever. Rapaz ou rapariga. Tu decides :)


9 comentários:

CV disse...

Que texto lindo!!!! E ao lê-lo lembrei-me de tantas coisas que escreveste e que pelas quais eu já passei, pelo embaraço do primeiro encontro, pela primeira vez de saltos altos, pelo primeiro beijo, pela alegria da minha mãe quando tive pela primeira vez a menstruação. Meu Deus tanta coisa que nos marca para sempre :)

Beijinhos

IzZie disse...

Opáááá....chorei!=) que texto lindoooo....Ai a Eva quando souber ler e perceber o que aqui está escrito.....vai ficar tão feliz por ter pais como vocês!!! =) *****

Nessie disse...

Uau!
Adorei este texto!
identifiquei-me com tudo o que disseste, porque como Pais queremos sempre o melhor para os nossos rebentos, acima de tudo Amor e felicidade!
E mais: a minha filhota tem o mesmo nome que a tua, embora tenha 4 aninhos a mais! ;)

Vou seguir e visitar!*

Angela disse...

Muito lindo este texto!os nossos filhos serão sempre os nossos bébés e todos desejamos o melhor para eles!não existe AMOR MAIOR!!!

Catita disse...

Amiga, adorei as tuas palavras deixadas para um dia mais tarde a Eva as ler. Sim, a vida de uma mulher é muito preenchida, são tantas experiências, tantas primeiras vezes e vividas de uma forma tão diferente dos homens.
Obrigada pelos teus comentários no nosso blog e não sei se reparaste que a mantinha que nos ofereceste para transmitir esperança está incluída na mala para a maternidade, para estar presente e marcar o momento do nascimento do fruto dessa esperança que transmitiste. Beijocas

Se eu pudesse escrevia um livro disse...

Tão bonito!! Os nossos meninos crescem rápido demais minha linda :)

Pobre(o)Tanas disse...

Minhas queridas muito obrigada a todas pelas palavras!

CV - Acredito que tb eu vá ficar toda euforica como a tua mãe :D Beijoca

IzZie - Espero que sim mas acho que ela só deve ler dos 20 para cima porque antes vamos andar às turras, certamente AHAHAHAHAH XD Beijoooo

Nessie - Verdade! O melhor para eles, sempre!!! Obrigada pela visita e volta sempre que queiras! Beijinho para ti e filhota (que deve ser reguila só pelo nome) :)

Ângela - A minha avó diz que para ela o meu pai ainda é bebé e que para sempre assim será! E é como dizes, é um amor sem fim, tão gigantesco! ****

Catita - Minha querida, todos estes marcos importantes só poderiam ser vividos por uma mulher (não desfazendo a importância das experiencias masculinas) mas são diferentes... Tinha reparado sim na manta da esperança! Agora é a manta que simboliza uma vida nova ;) Beijinho!

Se eu pudesse - Mesmo, querida! Olha bem para os teus amores! Tão grandes e lindos! É fechar os olhos e quando dás por isso já se passou mais um mês... Por um lado é bom, sinal que a vida nos preenche de tal forma que nem temos tempo para pensar em problemas e outras coisas chatas! ;) Beijo nosso para vós!

Beijinhos a todas sem excepção!

Níxia disse...

Fiquei derretida com este texto minha linda! Que mãe de alma mais cheia e cabeça mais aberta! Adoro! Adoro que os teus horizontes sejam abertos às escolhas que a Eva quererá fazer! Adoro!

(As dores são excruciantes! O estômago inchou e faz com que para conseguir estar acordada e mexer-me minimamente, me curve.. O que faz com que tenha umas dores na coluna muito fortes... N consigo estar em pé porque dói, n consigo estar sentada na mesma posição porque dói... Deitada... É o caos: dói as costas, de barriga para baixo choro com dores no estômago... Mas vai passar! Obrigada pelo carinho)

Pobre(o)Tanas disse...

Obrigada querida! Como te sentes hoje?