sábado, 9 de agosto de 2014

A chucha...



Há dois dias decidimos tirar a chucha. Muita ranhoca/obstrução nasal, durante a noite engasgava-se e aproveitámos que tiveramos perdido uma na rua para dizer que tinha sido o nosso cão, o Pablo, a comê-la, "O malandro!!!".

A 1.ª noite foi tranquila. Acordou duas vezes, pediu a "peta" mas adormecia quando lhe dizíamos que o tonto do Pablo era um comilão de chuchas.

De manhã o desgraçado teve uma tentativa de palmada da parte dela mas não se livrou de uma cara feia e de um "Mau!!!".

Passou o dia sem ela, na escola dormiu bem e ainda viu alguns coleguinhas com as deles mas sem grande problema. O pior foi de noite. Acordou de 5 em 5 minutos durante as 9h que esteve na cama. Foi terrivel. Porém não demos parte fraca e continuou sem chucha até que...

No meio da mala da escola, esta tarde, encontrou uma que acabáramos por não esconder por esquecimento e de olhos muito arregalados e voz de felicidade plena disse:

- Óia!!!!!!!!!! - disse espantada - A PETA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! - e colocou-a de imediato na boca.

Retrocesso... Grande retrocesso ao fim de dois dias mas ela fez algo tão gostosamente maravilhoso que nem quisemos saber de mais nada. Tirou a "peta", aproximou-se de nós, deu um beijo/selinho a cada um e foi com a sua chucha dançando pela sala fora super feliz.

Coração de pai não aguenta <3


(Imagem da Web)



3 comentários:

Moa disse...

:) que esperta! Só vou pensar em tirar a chucha à M. quando todos os dentes tiverem nascido...é a única coisa que a alivia.

Gaiatas disse...

Idem Idem da Moa!

Eu adoro vê-los de chucha :)

Pobre(o)Tanas disse...

Esta tem dias que agora até se esquece... Vamos ver... Tb adoro vê-los de chucha mas tem sido mesmo pela respiração dela/engasgamento... Beijocas